O efeito do celular na vida da gente

Com o evento do celular a vida das pessoas realmente mudou. Não posso negar. Ainda mais eu que só tive meu primeiro celular aos 30 anos e senti as diferenças na pele.

Muitas coisas podem ser ditas sobre esta vida nova com celular. Mas o principal mesmo é que as pessoas ficaram muito mais próximas, mais conectadas, mais produtivas e muito, mas MUITO mais neuróticas.

Antes do celular, por exemplo, quando você ligava duas vezes seguidas e ninguém atendia, as conclusões eram bem simples, variando entre 2 suposições básicas: 1. Não está! – 2 . Deve estar no banho! – Na pior das hipóteses, você poderia imaginar que a pessoa estava fazendo coco.

Hoje, se você liga para um celular duas vezes seguidas e não atendem, as conclusões são bem mais variadas, dependendo da ocasião e do relacionamento entre as duas partes. Por exemplo:

Caso 1 – Celular e o cara que você pegou

Você fica com um cara no sábado a noite. Liga na segunda e ele não atende. Liga de novo e nada. Conclusões mais freqüentes:

1. Ele não quer falar comigo.

2. Ele tem outra e não pode atender na frente dela.

3. Ele está fugindo.

Caso 2 – O celular e as mães

A mãe liga para o filho do trabalho e ninguém atende, ou só cai na caixa postal. Conclusões mais freqüentes:

1. Seqüestro relâmpago.

2. Assalto.

3. Incêndio, explosão de gás na cozinha ou qualquer outro acidente doméstico (contanto que seja grave).

Caso 3 – Celular e os namorados

Você liga para ele (ou para ela) na quinta a noite. Liga, liga, liga e só cai na caixa postal. Conclusões mais freqüentes:

1. Tá no buteco e não chamou.

2. Tá na balada e não chamou.

3. Tá no motel! (É.. Não ia chamar mesmo)

Caso 4 – Celular e o chefe

O chefe liga  três vezes e o peão não atende. Conclusões mais freqüentes do chefe:

1. Sabe que sou eu e não quer atender.

2. Está fazendo pouco caso do projeto em andamento.

3. Está em alguma entrevista.

Além de incentivar a imaginação popular, o celular também trouxe uma nova sensação na vida das pessoas: o Efeito Onipresença.

Efeito Onipresença consiste na suposição de que todas as pessoas estão SEMPRE prontas para atender o telefone. Se você não atender, vão insitir quatrocentas mil, quinhentas e noventa e sete vezes, até que você fique desesperado achando que alguém morreu e saia do banheiro com as calças no pé e a bunda suja.

O Efeito Onipresença, por sua vez, acabou com o Senso de Noção do ser-humano que passou a ignorar completamente o Fuso Horário de Brasília e os Direitos Trabalhistas, ligando para você a qualquer hora do dia ou da noite como se fosse a coisa mais normal do mundo.

Por exemplo: na quinta-feira de madrugada (para saber onde você está que não atende) ou no seu horário de almoço (para falar sobre o projeto em andamento).

Baseada nestes e em outros efeitos do celular na vida das pessoas, chego à conclusão de que a tecnologia móvel é responsável por grandes contribuições para: comunicação,  paranóia, para a insônia e também para as disfunções intestinais, já que ninguém mais consegue comer nem fazer coco em paz.

Sobre Gordoidinha

Uma gorda em descontrução.
Esse post foi publicado em Momento Mau-Humor e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para O efeito do celular na vida da gente

  1. Rafael disse:

    Olha, o que dizer sobre suas conclusões a respeito do celular? Incríveis! A tempos não leio algo tão divertido e tão realista! Me add no msn, é esse mesmo email, uma boa noite para você!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s